O PROJETO SOCIAL


O futebol feminino é uma modalidade esportiva que luta pela sobrevivência. Enfrenta diariamente o preconceito de gênero e a pouca atenção que o chamado País do Futebol dá ao esporte praticado pelas mulheres. Mais certo seria dizer País do Futebol Masculino.

Assim, quem pratica futebol ou futsal feminino aproveita e agradece todas as oportunidades. O projeto Leoas da Serra nasceu para ir além. Não quer aproveitar apenas as oportunidades existentes, mas multiplicá-las. Quer ampliar ao máximo o sentido da expressão esporte coletivo, para que as Leoas da Serra não sejam um time dentro de uma coletividade, mas uma coletividade dentro de um time.

Como? Sonhando de olhos abertos.

Nossas atletas não são apenas jogadoras. São multiplicadoras, professoras, emissárias da boa nova: em Lages, futsal também é para mulheres. Em Lages, o futsal traz resultado dentro e fora das quadras. Assim, as meninas e mulheres que jogam no projeto Leoas da Serra recebem seus benefícios, como bolsa de estudos e assistência médica e odontológica, mas se dedicam a dar aulas de iniciação ao futsal para meninas. Gratuitamente. Onde houver uma menina disposta a chutar uma bola, lá levaremos a nossa bandeira.

As meninas em nosso projeto já chegam às centenas. Logo serão milhares. Todas compreendendo e praticando a propagação do bem. Todas mostrando ao mundo que não aceitamos um não como resposta: sim, nós vamos jogar futsal; sim, nós vamos transformar nossa realidade. Com a bola nos pés e grandeza de alma.

O rugido das Leoas da Serra não se ouve só nas canchas esportivas. Elas lutam contra a violência doméstica, pela prevenção do câncer de mama, por um mundo mais justo. Desistir diante da falta de oportunidades? Jamais. É comum ouvir por aí que as oportunidades existem para serem aproveitadas. Vamos além: as oportunidades que não existem estão esperando para serem criadas.

Avante, Leoas. Há um mundo por ser transformado. Através do esporte, da disciplina, do estudo, da união, da solidariedade. As portas estão abertas a quem quiser participar dessa transformação. Por trás de cada atleta que entra em quadra há o sonho de muitas meninas de poder jogar, estudar, sonhar, viver. É por elas que jogamos, e por dias e vidas melhores.